AS NOVE SINFONIAS DE BEETHOVEN

As Nove sinfonias de Beethoven e a Espiritualidade

PRIMEIRA SINFONIA
Cada sinfonia possui sua própria nota-chave e a correlação com os degraus iniciáticos dos nove mistérios (observar as camadas da terra no diagrama 18 do conceito Rosacruz do cosmos). Essas sinfonias ainda têm sua própria nota-chave espiritual. começando com a primeira sinfonia, sua nota-chave é o poder e é representado por uma coluna no alto, à direita – o primeiro símbolo da divindade, como foi adorado pelo homem primitivo, nos primórdios da civilização. Pode-se dizer também, que o número um significa o ego, o individual, cujo propósito diário – através da evolução, é manifestar sua divindade interior. O mistério espiritual da primeira sinfonia envolve a terra física e os segredos ocultos de seu longo passado no desenvolvimento evolutivo. Esta sinfonia, na sua majestade, descreve a tremenda transformação da terra, e nos seus quatro movimentos, é como se o compositor estivesse transportando para a música as luzes criativas de deus.
(Extrato mineral)
SEGUNDA SINFONIA
A segunda sinfonia, tem por nota- chave espiritual o amor. O número dois é o "princípio materno de deus ". Esse princípio feminino manifesta-se como "amor supremo “, a vibração que anima inteiramente a segunda sinfonia, transmite a música tal beleza e ternura, que muitos simpatizantes desta sinfonia declaram-na a mais bela de todas. Através do segundo mistério, o aspirante aprende os segredos dos éteres que rodeiam a terra. Estes éteres têm muito a fazer com os segredos que envolvem os seres que habitam este reino, tais como os espíritos da natureza, os responsáveis pelo embelezamento da terra. E por este mistério que passando ao reino etérico e ao seu interior, estudam-se os mistérios das flores e plantas.
(Extrato fluídico / regiões químicas e etérica do mundo físico)
TERCEIRA SINFONIA
Com a união do poder (primeira sinfonia) e do amor (segunda sinfonia), a terceira nota-chave espiritual torna-se uma perfeita liga de força. Beethoven foi capaz de trazer à sua terceira sinfonia um tema de suprema luta que enfrenta cada ser humano e a derradeira vitória do poder do espírito. Esta luta do homem é representada no terceiro mistério, quando a aspirante experiência o mundo dos desejos. É ali que ele começa a entender a estreita relação entre o homem e o planeta em que vive. Ele aprende o perigo de sua desregrada natureza de desejos com a qual ele influencia e utiliza certas forças sinistras internas correspondentes às camadas da terra. Beethoven descreve que apenas aquele que atingiu o completo domínio de si próprio, pode entrar e investigar o mundo dos desejos da terra.
(Extrato vaporoso / mundo de desejos)
QUARTA SINFONIA
A adição da força à combinação do valor vibratório do poder do amor, traz o resultado de uma emanação feminina chamada beleza que é a nota- chave da quarta sinfonia de Beethoven. Onde quer que haja amor espiritual existe também harmonia. A quarta sinfonia é descrita muito bem como "a sinfonia da felicidade " e seus quatro movimentos são identificados como "as qualidades de serenidade, felicidade, beleza e paz ". Como o terceiro mistério está relacionado com as consequências da natureza do desejo, o quarto mistério relaciona-se à espiritualização da mente. No reino do pensamento concreto - localizado na quarta camada da terra - o candidato à aprendizagem destes mistérios aprende a usar o poder do pensamento construtivo/criativo e a realização de que por este meio, ele constrói sua própria vida.
(Extrato aquoso / região do pensamento concreto)
QUINTA SINFONIA
"Beethoven enfrenta as ondas do mar e permanece no leito do oceano que para as nuvens no seu curso, dispersa as névoas e revela o puro azul do céu e a face escaldante do sol. São palavras de Richard Wagner (1813-1883) ao descrever a gigantesca energia do primeiro movimento da quinta sinfonia.
Cada uma das quatro partes desta sinfonia, representa um dos quatro elementos da natureza; fogo, ar, água e terra. Esta sinfonia canta a canção destes elementos com intensidade e poder. Com a nota-chave de liberdade, a quinta sinfonia é melhor conhecida como " sinfonia da vitória " e tem a interpretação espiritual da conquista do eu inferior. Durante este quinto mistério, é ensinado ao aspirante ler na memória da natureza os registros das vidas passadas e o trabalho dos átomos sementes, no mundo do pensamento abstrato.
(Extrato germinal / região do pensamento abstrato)
SEXTA SINFONIA
Um hino sublime à natureza, é a descrição da expressão musical desta sinfonia. Com a nota- chave da unificação, o símbolo da sinfonia é correlacionado com a divina hierarquia zodiacal de virgo. Este signo feminino pertence à triplicidade terrestre e ligado à mãe natureza, expressando " o serviço por meio da tonalidade da beleza ". O motivo musical é também caracterizado por esses atributos. A nota-chave da unificação é firmemente ligada ao número seis, que expressa luz, amor e beleza. No sexto mistério o aspirante penetra no mundo da consciência crística, onde todo senso de separatividade já foi transcendido e a verdadeira universalidade de toda a vida realiza-se.
A sexta sinfonia de Beethoven, também é conhecida como "sinfonia pastoral ".
(Extrato ígneo / mundo do espírito de vida)
SÉTIMA SINFONIA
Exaltação é a nota-chave desta belíssima sétima sinfonia, com o número sete representando o fechamento de um ciclo, em termos de duração de tempo.
O tríplice espírito eleva-se triunfantemente sobre os quatro elementos da matéria. Franz Liszt (1811-1886) viu na sétima sinfonia uma "apoteose à dança ". No sétimo mistério, o aspirante torna-se ciente do sétimo extrato da terra, conhecido como extrato refletor, e que está intimamente ligado ao mundo do espírito divino. É neste reino que a terra reage acuradamente aos pensamentos e desejos do homem. Podem ser igualmente construtivos e destrutivos e relacionados com à lei de causa e efeito. Por isto é importante saber que o homem é um ser de constituição sétupla; o tríplice espírito é ligado ao tríplice corpo pela mente. O principal propósito da peregrinação do homem pela terra, é capacitar o tríplice espírito a trabalhar sobre o tríplice corpo a fim de refiná-lo, espiritualizando os corpos inferiores e transmutá-los para que a alma possa usá-los amorosa e desinteressadamente.
(Extrato refletor / mundo do espírito divino)
OITAVA SINFONIA
Chamada de " épico do humor “, e descrita por alguns como " a sinfonia que carrega a impressão da divindade “, esta sinfonia tem a nota-chave da harmonia. É uma sinfonia que exprime alegria com fantástico humor. Um luminoso e divertido espírito de felicidade espalha-se por ela. O trabalho exaltado do oitavo mistério, é exemplificado na sua melodia, que é delicada, bela e preenchida de certa vibração mística que parece cantar a habilidade de acalmar os ímpetos da tempestade que remove montanhas de seus lugares. Esses mistérios estão na esfera celestial relacionado ocultamente ao mundo dos espíritos virginais. Temos estudado na fraternidade Rosacruz, que deus diferencia dentro de si mesmo as diversas ondas de vida, para – em suas jornadas evolutivas - alcançarem elevados estágios espirituais.
(Extrato atômico / mundo dos espíritos virginais)
NONA SINFONIA
Esta é a sinfonia que representa o equilíbrio perfeito entre mente e coração, conhecida como casamento místico, e neste sublime ritual Beethoven descreve uma consumação (consumatun est); o despertar do cristo interno no aspirante, que agora passa a ser um adepto.
Esta é a única das sinfonias de Beethoven que possui coral, vozes humanas!
(Expressão material do espírito terrestre / mundo de deus)



Referências:
HEINDEL, Max. Conceito Rosacruz do cosmos. 3ª ed. Editora Fraternidade RosaCruz. 1993.
HELINE, Corine. Beethoven's nine symphonies, Correlated with the nine spiritual mysteries. 2ª ed. J.F. Rowny Press. 1963.

Ajude-me! Faça uma doação!